Saturday 7 December 2019

O despertar do instinto

24 July 2017 Libertações 684 Views

 AJC1804 galRecolhido ainda bebé, este Açor foi acompanhado e cuidado ao longo do tempo, pela equipa de voluntários do CRASM, tendo passado pelas diversas fases necessárias até que possa ser considerada a sua reintrodução no habitat natural.

Para este Açor juvenil, num final da tarde, em Julho de 2017, chegou o momento de dispertar o instinto...

Por essa ocasião, estavam no CRASM um grupo de amigos. Tinham vindo saber notícias de um animal selvagem por eles encontrado e entregue ao SEPNA, que posteriormente o encaminhou para o CRASM. Assim, coube-lhes a eles a honra de participar na inesquecível experiência que é devolver à Natureza um animal selvagem, e neste caso em particular, assitir tambem ao seu primeiro vôo em liberdade.

 AJC1826 gal  AJC1833 gal

Domingo, 23 de Julho 2017 

Para ver estas e outras imagens em maior formato, visite a nossa galeria de fotos.

 

Desde 2005, o Açor é considerado pelo ICFN como em situação "vulnerável", pois verifica-se uma população muito reduzida. Em 2004 a BirdLife International estimou a população nacional em 50-200 casais.

Os principais factores de ameaça são o abate e captura ilegal (destruição de ninhos e roubo de crias), os incêndios florestais, o corte e abate de árvores, e a reconversão de grandes manchas de floresta em eucaliptal que provocam a fragmentação do habitat e diminuem os locais óptimos de nidificação.

Colabore com o CRASM, partilhando este artigo nas redes socias. Utilize os botões no fundo da página.